O manual do proprietário é um importante documento que deve ser entregue com as chaves aos donos do imóvel.

Assim como acontece na compra de um automóvel ou de algum equipamento, as informações com relação a um apartamento ou casa precisam ser documentadas, pois, em algum momento, elas podem ser necessárias para consulta.

São diversos detalhes importantes que fazem parte de um imóvel, como, por exemplo:

No caso de condomínios, é fundamental ainda ter informações detalhadas dos ambientes comuns e dos cuidados que precisam ser tomados com relação às garagens, centrais de gás, elevadores e demais equipamentos.

Nesse post apresentamos o manual do proprietário do imóvel, sua importância e detalhes que os futuros moradores precisam conhecer. Continue lendo e saiba mais a respeito!

Para que serve o manual do proprietário?

O manual do proprietário vai além do registro das informações com relação ao imóvel adquirido.

Ele é um documento onde devem constar os deveres e obrigações do proprietário, destacando, por exemplo, a garantia da incorporadora e o que leva à perda desse direito.

Também devem ser destacados os cuidados que precisam fazer parte do dia-a-dia com relação ao uso dos equipamentos do edifício, bem como em relação à utilização do gás, instalações elétricas e hidráulicas, no objetivo de evitar acidentes.

Os acidentes domésticos no Brasil tiveram uma alta de 112% em 2020 se comparados ao ano anterior. 

Segundo o Ministério da Saúde, foram 39 mil ocorrências, onde as principais vítimas foram crianças e adolescentes.

Na maioria das vezes, segundo especialistas, esses acidentes ocorrem pela falta de informação e cuidados que poderiam evitá-los, eliminando ou minimizando episódios e fatalidades lamentáveis. 

Por que o manual do proprietário é essencial na pós-entrega?

A entrega do manual do proprietário é antes de mais nada um ato de responsabilidade e respeito por quem adquiriu o imóvel.

Todo o seu conteúdo tem por base informar e tirar dúvidas, além de estar balizado pelas normas e recomendações da:

A aquisição de um imóvel é uma decisão importante na vida das pessoas, envolvendo valores expressivos. Os proprietários devem, portanto, receber todas as orientações e apoio necessários da incorporadora.

Essa atitude demonstra profissionalismo e o comprometimento da incorporadora com seus clientes e com o mercado.

Quais as vantagens desse manual?

Como já mencionado, o manual do proprietário é um documento de apoio que apresenta os detalhes do imóvel adquirido.

No dia a dia, ele é um excelente e necessário material de consulta para futuras reformas, onde os profissionais envolvidos poderão desenvolver seus trabalhos conhecendo a estrutura e entender como foi feita a edificação.

Isso evita uma série de problemas, informando as condições, locais e como foram desenvolvidas as principais estruturas do edifício, como:

Além disso, é o manual do proprietário que enumera os materiais utilizados na obra, o que facilita a localização de similares nos casos de eventuais substituições.

No manual tem informações importantíssimas sobre manutenções periódicas para que a edificação atinja a vida útil esperada e também mantenha sua curva de valorização.

Por último, cria vínculo entre fornecedor e cliente, e estabelece um relacionamento de confiança entre as partes.

Como se observa, o manual do proprietário facilita a vida daqueles que adquirem um imóvel e gera credibilidade à incorporadora, que demonstra transparência e confiança naquilo que faz.

Agora que você já conhece mais sobre esse assunto, leia também nosso post que responde sobre onde realizar a compra do imóvel, na construtora ou na incorporadora.